Hackers descobrem falha incorrigível na Nintendo Switch

554

O conceito híbrido da Switch é o principal factor que leva os hackers a tentarem correr qualquer tipo de software na consola

Más notícias para a consola da Nintendo. Um grupo de hackers terá encontrado uma falha grave na consola Nintendo Switch que permite explorar as capacidades da consola de forma ilícita. O pior desta descoberta é que a Big-N pouco pode fazer.

No início de 2018, um famoso grupo de hackers disse ter quebrado a segurança da Nintendo Switch com um firmware personalizado. Esse firmware nunca foi lançado ao público, mas o conceito híbrido da consola da Nintendo torna a consola apetecível para todos os grupos de hackers que continuam à procura de falhas para explorar.

E um nova falha foi descoberta pela equipa de hackers conhecida por fail0verflow. Segundo a sua explicação, tem origem no processador Tegra X1 da Nvidia e permite mudar a ROM de arranque para colocar o código necessário de outro software. Em termos simples, estes hackers conseguiram correr uma distribuição de Linux através da Switch e este vídeo é a prova necessária do seu sucesso.

O grande problema é que todas as Switch vendidas até ao momento têm esta vulnerabilidade e só uma revisão de hardware (e não apenas uma actualização de software) da Nintendo poderia corrigir esta falha de segurança.

Sem oposição à vista, será uma questão de tempo até que algum software pirata apareça para a consola. E esta é a parte realmente preocupante, a pirataria está ao virar da esquina. Pode ser tão “inocente” como jogos pirateados, mas também pode ser mais grave como hacking de consolas alheias ou até invasões de privacidade. As probabilidades são imensas.

Conforme dizemos sempre, não arrisquem no que toca a correr software ilícito nas vossas consolas. O uso abusivo do hardware pode ser punido, até mesmo com a consola banida da rede, além dos riscos de corrompê-la completamente. Vamos aguardar para ver o que a Nintendo irá fazer para responder a esta ameaça.