Call of Duty: Black Ops 4 não terá carreira a solo tradicional e inclui “Battle Royale”

380

Fica bem claro nesta revelação que Black Ops 4 será muito diferente do que a série já nos trouxe.

É verdade. Outrora a ditar modas, a série Call of Duty limita-se agora a segui-las. Na esteira da controvérsia do suposto “fim” dos modos de carreira a solo e da saturação de jogos do género “Battle Royale”, Call of Duty: Black Ops 4 parece uma colecção de tendências.

A revelação foi feita ao final do dia de ontem, com alguma pompa e circunstância, ora não se tratasse de uma das maiores séries de acção de todos os tempos. A Activision e a Treyarch prepararam uma transmissão ao vivo da revelação onde praticamente confirmaram todas as suspeitas e rumores que surgiram nas semanas que o antecederam. Esta é a transmissão em diferido se quiserem acompanhar.

Para começar o próximo Black Ops 4 (ou “IIII”, se quiserem) não terá uma carreria a solo como habitual. Não desesperem porque continuará a haver umas quantas missões single-player mas os moldes serão inteiramente diferentes. Agora, porque a acção do jogo assenta na escolha de uma selecção de personagens, cada um terá um conjunto de missões episódicas para as apresentar. Não foi claro na revelação, mas parece que o intuito será agirem como tutorial de jogabilidade e das habilidades da personagem.

No que toca ao restante da oferta, como não podia deixar de ser, contem com um regresso do modo cooperativo de zombies. A promessa é que será a maior e melhor oferta de sempre, com três novos mapas com Blood of the Dead, Nine (em baixo) e Voyage of Despair e novas personagens (Bruno, Charlotte, Diego e Shaw). Ficou a promessa de novas ferramentas de personalização e interacção social, bots para treino e até de personalização das regras de jogo em cada sessão, além de desafios temporários e outras novidades.

A maior novidade de todas, porém, vem dos modos competitivos multi-jogador. E o que a produção quis destacar foi o novo modo de jogo chamado de “Blackout” que, na verdade, é apenas a versão de Call of Duty do modo do momento, “Battle Royale”. Já antes a Treyarch tinha lançado uns teasers a dizer que tínhamos de “esquecer tudo o que sabíamos”, alimentando rumores que iria trazer esta jogabilidade à série. Ela aí está.

A pergunta que muitos farão é se é mesmo bem vindo mais um jogo com este modo. Actualmente, Fortnite lidera uma lista sempre crescente de jogos, com maior ou menor sucesso, que usam praticamente as mesmas mecânicas. PUBG foi o primeiro a ditar o mote e já foi largamente ultrapassado. E, agora, a Activision não quer perder a oportunidade e usa a sua franquia mais importante para, certamente, tirar para si uma importante porção deste mercado popular.

Definido como “único” (ok?), o modo Blackout introduz o celebre modo de sobrevivência multi-jogador “no maior mapa que a Treyarch jamais concebeu”. As mecânicas são praticamente iguais às que já conhecem no género, só que com um “twist” trazido desta sub-série de Call of Duty. Todas as personagens, armas, equipamento e outros itens dos quatro jogos anteriores de Black Ops serão inseridos, assim como diversos veículos e até equipamento do modo zombies.

Noutros destaques, ficámos a saber que algumas mecânicas da jogabilidade foram revistas. Já na campanha a solo do anterior Call of Duty: WWII vimos a introdução de uma nova mecânica de recuperação de energia, baseada em medikit e descartando a regeneração automática. Essa lógica fará o seu regresso aqui, ao que parece, transversal a todo o conteúdo disponível

O jogo ficará disponível nas consolas do costume, PlayStation 4 e Xbox One e também para PC. Nesta última versão, o jogo seguirá as pisadas de Destiny 2 por ser incluído na plataforma Battle.net em substituição do Steam. Esta versão PC também incluirá diversas opções exclusivas, como o recuo das armas, suporte para 4K Ultrawide com HDR, Taxa de fotogramas sem limite (fps), interface de utilizado revisto e muitas outras características.

Call of Duty: Black Ops 4 será lançado a 12 de Outubro deste ano. Ficaram ansiosos por essa data? Gostaram das novidades? Será que há espaço para mais um “Battle Royale”?