A Razer lançou novos auscultadores wireless, com surround 7.1 e deu-lhe o título “Man O’ War”. Este título é um sinónimo de grandeza, dado que dado a imponentes navios de guerra nos séculos 16 a 19. Serão os Razer Man O’War capazes de fazer jus a um título conhecido por arrasar com a concorrência? Vamos descobrir.

Como já é habitual, vamos começar por falar primeiro do seu design. Neste ponto, o mais notável é o seu tamanho. A Razer optou por aumentar o tamanho dos altifalantes para cobrir qualquer tamanho de orelhas, diria também transformando qualquer jogador numa princesa de uma galáxia muito, muito distante. Apesar da dimensão, estes auscultadores até são bastante robustos e resistentes.

A banda superior é construída com um plástico rijo, mas ao mesmo tempo flexível e, no seu interior, as peças responsáveis por regular o tamanho são de metal para evitar os conhecidos problemas de quebras. Apesar do seu tamanho, estes auscultadores conseguem ser bastante leves e os seus 375g tornam o seu uso durante longas horas bem mais confortável que outros dispositivos de igual dimensão.

Nas suas laterais estão presentes os logótipos iluminados da marca das cobras. Inicialmente verdes, podem depois ser personalizado com efeitos e cores ao vosso gosto com a ajuda do software Razer Synapse, graças à famosa tecnologia Chroma. Podem criar efeitos, por exemplo, de pulsação de uma ou mais cores, rotação do espectro de cores e outros efeitos mais ou menos “psicadélicos”.

E notem que existem botões de controlo em cada um dos altifalantes. Botão de energia, volume do microfone, volume do áudio e, claro, o microfone retráctil e maleável do lado esquerdo. Já agora, segundo a produtora, este microfone tem uma qualidade superior aos microfones analógicos tradicionais, graças ao seu algoritmo optimizado para um som mais natural, permitindo depois uma reprodução mais cristalina da voz.

 

A ligação com o PC é feita através de um pequeno emissor USB. Como este Man O’War é Plug & Play, basta ligarem a uma porta USB 2.0 ou 3.0 e estão prontos para o usar sem mais software. É bem mais prático do que usar um ou vários cabos e caso desliguem o headset o som passa imediatamente para as colunas do vosso computador, como aconteceria com tomadas tipo “jack”. Para guardar o pequeno emissor, existe um espaço próprio nos auscultadores que até tem um pequeno íman para ajudar a fixar no sítio correcto.

Em termos de performance e falando no geral, um auscultador surround deve ter varias colunas no seu interior. Caso contrário, o efeito é simulado com a ajuda de emuladores electrónicos. Os Man’O War estão nesta última categoria, com apenas duas colunas de 50mm de diâmetro. Como são capazes de cobrir toda a orelha, conseguem projectar electronicamente os sons de forma direccional, dando o efeito pretendido com fidelidade de 360º.

Se estão preocupados com a degração de qualidade por causa de interferências ou perda de sinal, para garantir a melhor experiência de som, os auscultadores foram equipados com múltiplas antenas wireless. Além disso, tem um software automático capaz de verificar o melhor canal para transmitir o som com o mínimo de interferências e atrasos possíveis.

Sendo wireless, a dúvida que surge imediatamente é sobre a sua autonomia, mas neste campo não precisam de se preocupar. A Razer garantiu 14 horas de vida na bateria e, pelo que medimos, chegou mesmo às 15 horas ao longo de vários dias. Temos apenas que apontar que não é possível usar os auscultadores enquanto estão a carregar. É talvez o único ponto contra que tenho a apontar nestes incríveis auscultadores.

Embora seja opcional, para tirar total partido destes auscultadores é importante instalar o software Razer Synapse. Com ele, além de poderem escolher as cores da iluminação como mencionei acima, também podem calibrar o Surround. Há muitas opções a definir no som, como ligar um Bass Boost digital e mexer num equalizador. Melhor ainda é o facto de ser possível registar as opções com diferentes perfis que, quando estão activos, mudam imediatamente para o que foi configurado anteriormente. É possível, ainda, atribuir estes perfis a um jogo que, quando é aberto, activa automaticamente o dito perfil.

Por fim, uma nota de compatibilidade. Saibam que este modelo é compatível com qualquer PC, Mac e também com a PlayStation 4. Contudo, na consola da Sony, funcionam apenas em estéreo devido à incompatibilidade do software proprietário da Razer que é responsável por toda a virtualização surround.

Veredicto

Apesar da sua robustez, o Razer Man O’War é muito confortável e o seu título coloca claramente a concorrência desta gama a um canto. Apesar de o seu preço acima da média, por 199,99€ não encontram auscultadores wireless com Surround 7.1 e uma autonomia de 15 horas como este modelo da Razer. O nosso único ponto contra deve-se ao facto de não ser possível usar estes auscultadores enquanto estão a ser carregados, condicionando um pouco o seu uso. Não queremos ser interrompidos em qualquer jogo, não é verdade?