Dizem os mais críticos que estes são os maiores auscultadores que a Razer tem no seu catálogo. E não há dúvida, os Razer Kraken 7.1 V2 são realmente grandes e, à primeira vista, pode dar a entender que são também pesados e desconfortáveis. Contudo, não podiam estar mais enganados. Os Kraken continuam a manter-se no topo dos nossos auscultadores favoritos e explicamos porquê.

Os Kraken podem não ser subtis, mas são capazes de entregar uma das melhores qualidades de som que já experimentámos aqui pelo WASD. Apesar da dimensão considerável do dispositivo, o seu conforto mantém-se desde os modelos anteriores. Mais importante, a qualidade do som não é comprometida com a virtualização surround e podemos arriscar a dizer que são uma das melhores opções, tanto para jogadores casuais como para profissionais.

Tal como os restantes modelos, este modelo possui earcups que envolvem as orelhas na totalidade e têm ainda iluminação no símbolo da Razer que podem personalizar com um total de 16 milhões cores. É um modelo bastante sóbrio e que até é bastante discreto para as mais diversas utilizações.

A Razer já possui auscultadores mais bonitos que os Kraken e, para dizer a verdade, o seu tamanho exagerado faz com que não sejam muito prático fora de um contexto de gaming. São enormes e não há forma de passarem despercebidos na rua, como devem calcular. Para quem os usa, fará certamente lembrar uma certa princesa de uma galáxia muito distante.

A nível de interface, infelizmente, continua a não ter qualquer controlo de volume, obrigando-nos a usar o volume do sistema operativo. Este periférico liga-se através de USB e é compatível com PC, Mac e PlayStation 4, sendo que para esta última opção deverão precisar de um cabo adicional para aumentar o seu comprimento. E como nos demais modelos, contem com um microfone retráctil e flexível do lado esquerdo. No entanto, não descartem este microfone pelo seu aspecto algo frágil.

Fiquei bastante impressionado pela qualidade deste pequeno microfone. Mesmo posicionando em qualquer lado, mas sempre perto do lado esquerdo da nossa boca, consegui transmitir a minha voz de forma clara. O único senão está no facto de precisar de alguns ajustes na intensidade de modo a evitar alguns ruídos de fundo. Pode ser problemático se tiverem um teclado mecânico barulhento, por exemplo. Felizmente, terão o Razer Synapse para ajustar a sensibilidade do microfone e a maioria dos jogos também possui ajustes de intensidade.

Quando chega a hora de colocar os Kraken na cabeça, como já mencionei, o seu conforto é inigualável. Os earcups conseguem ocupar todas a área circundante das orelhas sem grande pressão, criando uma insonorização exemplar. As almofadas, apesar de serem realmente volumosas, são bastante flexíveis e leves comparando com outros modelos. Devido a esse facto, conseguem ser confortáveis mesmo para quem usa óculos, por exemplo.

Obviamente, que esta noção de conforto é variável entre jogadores, sobretudo ao fim de algumas horas. Onde os jogadores mais se queixam é no apoio no topo da cabeça. Aqui, a haste de apoio também tem uma almofada que pode ser ajustada em ambos os lados para regular a altura da cabeça. Desta forma os peso fica mais equilibrado e conseguimos usar os Kraken durante bastante sem sentir grande desconforto.

Em termos de performance, este modelo dá uso ao sistema proprietário Surround 7.1 da Razer. Este sistema cria um efeito de envolvência sonora credível com a ajuda do software da marca. Caso desejem, este surround também pode ser desligado, mas não estou a ver qualquer razão porque o fariam. Ao contrário de outros sistemas de surround, os Kraken 7.1 V2 conseguem imergir-nos no efeito sem degradar a qualidade sonora.

A gestão entre estéreo ou surround é feita de forma automática, querendo com isto dizer que, se estiverem a jogar um jogo com opção 7.1 ou outro com 5.1, os auscultadores mudam automaticamente o modo. Os graves são capazes de nos fazer saltar da cadeira e os agudos são cristalinos sem qualquer distorção. Tal como a marca nos tem habituado.

Testei os mais variados jogos com este modelo, mas tenho de salientar dois títulos em particular que me causaram boa impressão. DOOM mereceu o meu destaque maioritariamente pela sua excelente banda sonora. Também gostei de Quake Champions onde consegui até ouvir os passos dos inimigos e antever a sua localização. Testei outros jogos em que o som pareceu devidamente localizado, criando uma ilusão tridimensional. Não soa a algo forçado ou sem qualidade. Que é que se pede de uns auscultadores deste calibre.

Como já devem calcular, por causa do surround 7.1 virtualizado, este modelo não tem uma opção de ligar alguma tomada Jack de 3,5mm. Pode não ser relevante para os PCs ou consolas, ambos com ligações USB, mas se quiserem ligá-los, por exemplo, a um dispositivo móvel, esqueçam. Não é inédito haver auscultadores só para USB, mas é sempre um ponto negativo para quem quer comprar uns auscultadores para uso regular.

Isto é puramente uma questão de modelos e de vendas. É que a Razer tem um outro modelo semelhante, os Kraken Pro V2, que possui ambas as opções de ligação. Como o protocolo da virtualização é próprio da marca, não vale a pena tentarem adaptadores de outras marcas, não vão funcionar. Isto significa que o Kraken 7.1 V2 estão limitados em uso.

Por outro lado, esta ligação USB permite que os Kraken 7.1 V2 tenham ligação directa com o Razer Synapse, o software proprietário da marca que permite personalizar e configurar os dispositivos ao vosso gosto. Como já foi mencionado, em ambos os lados, o logótipo da Razer possui iluminação LED que pode ser personalizada ao vosso gosto com qualquer cor e alguns efeitos predefinidos. O software permite também calibrar o som e escolher alguns perfis para diferentes géneros de música.

Já agora, apesar do modelo analisado aqui ser o original em preto, estes auscultadores também já podem ser adquiridos com as novas cores da Razer.

Veredicto

Se conseguirem ignorar o tamanho e a pouca versatilidade destes Kraken 7.1 V2, irão encontrar uns auscultadores muito confortáveis e com uma qualidade de som exemplar para jogos e música no vosso computador ou PS4. Sejam jogadores casuais ou profissionais, vale a pena experimentarem este modelo que têm um preço a rondar os 100,00€. Este valor até é justo para a sua qualidade, diga-se. Pena que não possuam controlo de volume remoto e só seja possível de ligar via USB sem hipótese de usar adaptadores.