Reportagem – Eurogamer Portugal Summer Fest

943

Um evento que juntou os gamers com a cultura cosplay do IberanimeLX 2018.

Decorreu neste passado fim de semana em Lisboa, o Eurogamer Portugal Summer Fest, em paralelo com o IberanimeLX 2018. A festa foi dos videojogos, dos eSports e, inevitavelmente, do Cosplay nestes dois dias em pleno Altice Arena, no Parque das Nações.

Começando pelo que nos levou a este evento, os videojogos tiveram o devido destaque um pouco por todo o lado. Entre as bancadas de lojas improvisadas de merchandise, lá encontrámos diversas representações de marcas importantes com a HP Omen e a Sony PlayStation. Lá pelo meio, também diversas bancadas e palcos para inúmeras competições de eSports e passatempos para os mais audazes.

Um pouco mais afastados da confusão, estavam os produtores portugueses de videojogos. Em testes, tiveram diversos jogos em várias fases de produção. Neste mesmo espaço, havia também uma competição para descobrir qual o melhor projecto nacional do evento. O WASD fez parte de júri composto por seis entidades e pudemos testar, um a um, todos os jogos presentes a concurso. Inclusive alguns que já conhecíamos de fases de concepção anteriores. De um modo geral, a produção nacional de jogo está a progredir a olhos vistos, com projecto de qualidade acima da média.

Foi divertido conhecer as mentes brilhantes por detrás dos projectos e gostámos bastante dos conceitos apresentados, alguns em fases ainda algo embrionárias. Entre os destaques, o sinistro Those Who Remain da Camel 101, um título que sabe jogar com medos e fobias, num thriller de terror. Também gostámos muito das novas ideias do próximo Inspector Zé e Robot Palhaço: O Assassino do Intercidades da equipa veterana Nerd Monkeys. Também estavam lá os nossos conhecidos Striker’s Edge e Out of Line, dois dos vencedores do PlayStation Talents. A escolha era difícil.

Contudo, o jogo vencedor e que realmente despertou bastante interesse foi Decay of Logos. À conversa com a produção, ficámos a saber que este RPG de acção se inspira bastante em alguns títulos icónicos. De facto, ao nível do seu aspecto, recordámo-nos de jogos como Rime e Absolver enquanto jogávamos. E foi-nos relevado que o seu combate possui algumas lógicas extraídas de Dark Souls. Parece uma fórmula de sucesso que a produção promete juntar a uma história intrincada e complexa. Antevemos um futuro brilhante para a equipa da Amplify Creations. Este será, sem dúvida, um bom prémio para levantar a moral. Parabéns!

Parece que, nestes dias, qualquer evento que se preze relacionado com os videojogos, junta também a cultura “nerd” (no bom sentido) de um modo geral. Assim, porque a organização deste Eurogamer Summer Fest foi da Manz, igualmente empenhada em outros eventos, com o Iberanime, a mistura destas culturas era inevitável. Esta mistura, porém, nem sempre acontece de forma natural, acabando o Iberanime por dominar uma vastidão de espaço. Nada contra este casamento de fãs de dois universos diferentes, mas era claramente importante separar mais os espaços.

É sempre complicado organizar eventos desta envergadura e facilitará bastante juntar o melhor de dois mundos. O Iberanime sempre teve por lá um espaço de videojogos e nada com o oficializar essa presença com um evento dedicado. Quem ganha com isto são os fãs, obviamente, com mais um evento importante para a sua cultura gaming.

No nosso ponto de vista, é importante para os jogadores Portugueses terem eventos dedicados ao seu hobby favorito e para as empresas apresentarem as suas ideias, sobretudo os projectos independentes. Quantas mais vezes tenhamos pretextos para celebrar esta indústria, tanto melhor. E, nesse empenho, a Eurogamer Portugal e a Manz estão de parabéns pela sua iniciativa. Estamos certos que o próximo Eurogamer Portugal Summer Fest será ainda melhor. Convidem-nos que estaremos presentes.