Battlefield 1 é ainda muito popular

267

Poucos são os jogos que podem dizer que a sua comunidade continua a crescer, quase 9 meses depois do lançamento.

Digam o que disserem, desde o seu lançamento que Battlefield 1 tem sido um jogo bastante popular. Com imensos prémios e louvores, veio devolver uma fórmula nos jogos recentes de acção na primeira pessoa: o combate convencional. E a comunidade, incrivelmente, continua a crescer.

Quando soubemos do seu novo tema, mesmo quando escutámos alguns rumores, pareceu um enorme risco para a DICE e Electronic Arts. Contudo, muitos estavam já cansados da acção futurista de trepar paredes de outras séries. Estava na altura de algo mais “térreo” e menos sensacionalista. E a produção, realmente surpreendeu a todos os níveis. Graficamente exemplar, com uma jogabilidade equilibrada e muita vontade de contar a história dramática de um conflito tão desconhecido da maioria, Battlefield 1 conquistou a comunidade.

Ao contrário do anterior Battlefield 4, este jogo foi lançado com muito poucos problemas técnicos e com excelentes notas de equilíbrio. Nem tudo foi perfeito, obviamente, com a DICE a lançar inúmeras actualizações até ao dia de hoje. Contudo, a proximidade com a comunidade tem sido muito importante, trazendo uma experiência de jogo francamente interessante e com algum incentivo para continuar. Expansões e novos mapas trouxeram nova vida ao jogo. E o resultado é um enigmático crescimento desde o seu lançamento em Outubro do ano passado.

Segundo os dados da Electronic Arts, a comunidade de jogadores de Battlefield 1 está fixada nuns impressionantes 21 milhões de jogadores activos. Mais curioso, é que os últimos dados disponbilizados são de Março passado e dava conta de 19 milhões de jogadores. Ou seja, desde há quatro meses a comunidade cresceu em cerca de 3 milhões de jogadores individuais. Para isso, deve ter contado iniciativas como as campanhas Premium Friends ou Premium Trials ou os descontos assinaláveis nas recentes campanhas de Verão.

Ao que parece, ainda não ficámos por aqui no que toca a este jogo. Os planos da editora são de elevar o jogo à categoria de eSports, com novidades neste sentido a serem dadas já na próxima Gamescom. Também estão para chegar duas novas Expansões futuras, além de outras novidades na jogabilidade, como novas facções e modos de jogo. Também ficou no ar a possibilidade de novas histórias de campanha, embora estas sejam apenas mais missões do modo PvP Frontlines. Teremos de esperar pela feira em Colónia no próximo mês para saber o que a EA e a DICE estão a preparar.

Com tantos títulos em carteira e outros tantos na forja, é interessante ver como a Electronic Arts dá tanta importância a Battlefield 1. Sendo o seu jogo de acção de bandeira, a DICE tem feito um trabalho misto ao longo dos anos, nem sempre conseguindo cumprir com as expectactivas. A sua expansão interna (também para dar lugar a projectos paralelos como Star Wars Battlefront) trouxe benefícios notórios. E os fãs agradecem.

O jogo que temos hoje está algo diferente do que foi lançado em Outubro de 2016. Isto é fruto da constante busca pelo feedback da comunidade, sobretudo com servidores de testes públicos, confinados para já na plataforma PC. Além de actualizações gratuitas, a próxima expansão para Battlefield 1 chama-se “In the Name of the Tsar” e será lançada em Setembro. Até lá, a DICE já lançou dois novos mapas nocturnos e diversas alterações e adições de equipamento e armas.

E vocês? Continuam a jogar Battlefield 1?