Pelas mãos do estúdio português Binary Pig Studio, chegou até nós a oportunidade de antever o seu primeiro projecto que se chama Nobu Fat Revenge. Antes de mais, é pertinente realçar que este estúdio lusitano é composto por apenas um membro e isto inclui os trabalhos de arte conceptual e banda sonora. Como estúdio independente que é, o objectivo da Binary Pig é criar experiências que sejam divertidas de jogar e visualmente aliciantes. Além disso, apesar de louvarem as novas tecnologias, na Binary Pig não estão de todo esquecidos os valores da “Velha Guarda”.

side-scroller de plataformas, Nobu Fat Revenge, transporta-nos para as perigosas ruas do Japão feudal onde vários são os inimigos que teremos de derrotar. Só que todo o cuidado é pouco e se quisermos sobreviver a esta aventura temos de evitar os saltos ou passos mal calculados que vão levar à nossa derrota. Nós controlamos Nobu, um ninja que apesar dos seus “quilinhos” a mais não deixa de usufruir de uma agilidade capaz de fazer inveja a qualquer um. Para nos defendermos teremos de executar inúmeros saltos e duplos saltos, evitando assim inimigos e projécteis. Mas como o ataque é a nossa maior defesa, ao nosso dispor estão uma série de shurikens contra os inimigos que insistem em cruzar-se no nosso caminho. Com fortes inspirações em clássicos como Contra e Metal Slug, o timing neste título é crucial. Não é um jogo de todo fácil mas depressa se torna gratificante reparar no tempo que demorávamos a atravessar certas partes do jogo antes e depois quando lá tivemos de voltar depois de morrer. “Faz e serás mestre” já diziam os antigos e em Nobu Fat Revenge esse dito popular rapidamente começa a fazer sentido.

Para terem uma visão geral do jogo, este Alpha traz consigo quatro níveis, um boss, chapéus para personalizar o nosso simpático ninja, três armas e três tipos de inimigos. Aquando do lançamento vamos poder contar com 20 a 25 níveis e 5 a 6 bosses. Haverá também um modo desbloqueável que vai transportar-nos para as dificuldades de antigamente, ou não tivesse o nome Old School e, como se não bastasse, haverão também mais chapéus e adereços para as restantes partes do corpo que, de alguma forma, irão afectar o nosso desempenho. Visualmente, este é um título bastante interessante, mais ainda quando recordamos que o estúdio que o desenvolveu é composto apenas por uma pessoa. As animações cartoonescas estão muito bem conseguidas e o mesmo se pode dizer dos cenários que pudemos encontrar nesta versão de demonstração e que vamos percorrer freneticamente. Isto sem mencionar a banda sonora que de forma exemplar acompanha a nossa aventura. Mas como é normal neste tipo de jogos é a jogabilidade que fala mais alto.

E fala muito bem. Se as animações já estão bem conseguidas, enfrentar e consequentemente derrotar os vários inimigos que nos esperam é aliciante. À distância o botão de ataque dispara os vários shurikens ou outra arma que tenhamos adquirido, como bombas atordoantes. Já de perto, o nosso ataque muda drasticamente para uma poderosa estocada que os nossos adversários se vêm incapazes de bloquear. Podemos disparar para a frente mas atenção que quando o fazemos para cima ou para baixo, só o podemos fazer na diagonal. Uma nuance que entrou em conflito com os meus maus hábitos de outros jogos do género que me permitiam disparar directamente para cima ou para baixo da minha personagem.

O quê? Ainda não estão convencidos? então e se vos disser que podem partilhar toda esta aventura com mais um amigo, num espectacular co-op? Se um ninja gorducho “incomoda muita gente” imaginem os estragos que poderão desencadear em conjunto! Além disso é aqui que os já mencionados chapéus vêm mesmo a calhar, uma vez que nos permitem identificar com maior facilidade qual das duas personagens é a que estamos realmente a controlar.

Nobu Fat Revenge chega até nós como um título deveras promissor! Fortemente inspirado em grandes clássicos do género, a jogabilidade que nos espera é bastante acessível e rapidamente nos permite disfrutar de toda a diversão que este título tem para nos oferecer. Em termos visuais não vão ficar desapontados, sempre bem animado e com uma banda sonora que lhe assenta que nem uma luva. A Binary Pig Studio não se está a sair nada mal com o seu primeiro projecto. Aqui a malta do WASD mal pode esperar para confirmar o produto final! Entretanto se estiverem curiosos, podem já adquiri-lo (garantindo assim a vossa participação nesta fase Alpha) através das plataformas Desura, Itch.io, Humble Store e, claro, do Site Oficial.