Mais infoProdutora: Giants SoftwareEditora: Focus Home InteractiveLançamento: 25/10/2016Plataformas: , , Género:

Ora viva, gente do campo. Bem vindos aqui à Fazenda Meireles… Desculpem! É que este Farming Simulator 2017 está a mudar toda a nossa vida aqui no WASD. De gamers, passámos a agricultores virtuais inveterados e agora não conseguimos largar o volante do tractor…

Actualização da Platinum Edition

Desde que foi lançado, esta mais recente vida para a série Farming Simulator até já teve direito a uma passagem pela PlayStation Vita e Nintendo 3DS com Farming Simulator 18. A popularidade deste jogo de simulação de maquinaria agrícola é um fenómeno, tendo até direito a alguns plágios por aí. Ainda nesta manhã falámos de como gosto de conduzir camiões pelas autoestradas, trazendo uma operação mais especializada de grandes veículos para este outro jogo, igualmente terapêutico.

Ao fim de mais de um ano, porém, FS17 amadureceu como jogo, trazendo consigo as óbvias expansões que todos os fãs consideram essenciais para aumentar o interesse de um jogo. Esta versão Platinum, como devem imaginar, traz consigo todas melhorias e actualizações de jogo, mas também todos os DLCs lançados até hoje, compilando tudo numa edição apenas, disponível em todas as plataformas. Quem já possuía o jogo original, porém, também pode só comprar a “Platinum Expansion”, garantindo que o jogo recebe o mesmo conteúdo alargado.

No fundo, é só isso mesmo que os jogadores encontrarão nesta nova edição: uma expansão de conteúdo. A principal adição ao jogo é uma nova região na América do Sul, com a sua vegetação e paisagens únicas, assim como plantações e animais típicos da região. A plantação de cana de açúcar é uma indústria muito importante no Brasil, por exemplo. E este tipo de cultivo possui as suas próprias técnicas e processos. Ou seja, além da nova paisagem, terão também alguma variedade no tipo de plantação.

Outras adições importantes são os novos modelos de veículos e ferramentas das mais diversas marcas devidamente licenciadas. Não serão tão famosas para os leigos, mas gostarão de saber que há veículos fiéis à realidade de marcas como Case IH, Stara, TT, Randon, FMZ e Gessner Industries. Gosto de pensar que aqui estão os “Ferrari” dos tractores agrícolas. Seja como for, é sempre uma mais valia ter mais hipóteses de compra de veículos para expandir a actividade. Mesmo que, depois, seja um pouco confuso saber qual o melhor modelo e tipo de ferramenta para adquirir.

Veredicto da Platinum Edition

É o mesmo jogo de há um ano, mais amadurecido com actualizações e com os bónus de todas as expansões já lançadas estarem compiladas numa só edição. Farming Simulator 17 Platinum Edition, é também fruto de uma tradição da Giants Software de editar uma nova versão com “tudo incluído” dos seus jogos. Se já tinham o original, podem só comprar a expansão. Se não o tinham, esta é a edição definitiva que devem optar. O jogo, esse, continua incrivelmente viciante.

Análise Original de 25/10/2016

Deixem que vos diga que, se acham que este jogo é apenas um daqueles estranhos nichos de mercado que pouca gente liga, estão profundamente enganados. Até volantes de tractor estão à venda para jogar este jogo e muitos outros clones menos conhecidos lançados entretanto. Lavrar a terra, plantar e colher víveres recorrendo a tractores e toda a sorte de máquinas agrícolas tem uma legião de fãs impressionante. Como muitos de vocês, também eu não conseguia perceber onde estava o interesse deste tipo de simulação. Horas depois, estou rendido e explico porquê.

Não é que seja um colosso como videojogo. Já vou voltar mais à frente ao seu grafismo que não inclui grandes efeitos visuais, à sua jogabilidade algo repetitiva e até à sua componente multi-jogador sem tiros nem explosões. O que está aqui em causa é que, como qualquer outro simulador, isto não é bem um jogo. Ou melhor, a componente de evolução numa carreira contínua, o acumular de pontos na forma de dinheiro para investir numa expansão de negócio até está lá, num mapa repleto de actividades seleccionáveis. Só que aqui não estamos perante uma interacção baseada na perícia. Na verdade, o que está envolvido é o interesse em fazer tudo como deve ser, cumprindo requisitos e operando as máquinas da forma mais realista possível. Isso e muita, muita paciência.

Ao nosso dispor estão mais de 250 veículos de mais de 75 marcas conhecidas do meio. Desde o simples tractor que pode rebocar uma grande quantidade de reboques personalizados, como um arado ou um atrelado de transporte, mas também máquinas de rega ou monda química, passando pelas complexas ceifeiras. Desde o simples acto de preparar a terra até à colheita, fazemos tudo. Só falta mesmo o cheiro a terra e… a estrume… mas, aí dispenso, honestamente. E não só de lavoura trata este jogo. Também podem dedicar-se ao corte e transporte de árvores para processamento de madeira e até ao tratamento e processamento de diversos animais, entre outras actividades.

O que salta logo à vista é o mundo aberto do pacato Goldcrest Valley. Logicamente, está repleto de campos de cultivo, ranchos, currais, quintas e muitas outras localizações relacionadas com as actividades agrícolas. Podemos transitar de campo em campo com o recurso a uma simpática carrinha à procura de trabalho e apreciar beleza e a calma contagiante deste local. É que nem sequer o trânsito é problemático. Não há melhor sítio para apreciar as vistas e relaxar. Liguem o rádio numa das estações de música Country e este é um bom exemplo como um jogo chega a ser melhor que a realidade. Mas, deixem-se disso, porque estão aqui para trabalhar.

Confesso que esta foi a minha primeira experiência com este jogo. De qualquer modo, a produtora Giants Software afirma que esta é a melhor experiência de sempre, numa série que nos traz um novo título de dois em dois anos. Comparativamente à última edição de 2015, o mundo do jogo é maior, o grafismo é superior, os efeitos visuais são mais apurados e até o som foi melhorado. Vou acreditar no que dizem, embora o grafismo não impressione muito, sobretudo se comparado com outros jogos modernos. O que vos posso dizer é que a envolvência cumpre o seu papel: é relaxante. E quando damos por nós, passaram horas desde que limpámos uma pocilga e já estamos a transportar troncos no comboio para a serraria.

Não há enredo para seguir, como é lógico. Depois de um breve tutorial para aprender as mais diversas mecânicas de jogo, sobretudo na operação de máquinas, sigam para o modo de carreira a solo ou cooperativo (até 16 jogadores). Aqui poderão procurar diversos trabalhos para dar uso às máquinas e ganhar dinheiro por isso. Esse dinheiro pode ser usado para melhorar ou reparar equipamento ou até obter novas máquinas, contratar ajudantes e outras funcionalidades que expandem a carreira. E notem que devem treinar bem cada máquina, antes de partir para o trabalho. É que há um tempo limite para executar cada missão e, se não o cumprirem, todo o trabalho será em vão.

Como qualquer outro simulador, acaba por ser repetitivo quanto baste. Contudo, penso que essa repetição é mesmo normal neste tipo do jogo. Afinal, não podemos esperar muita variedade de um título que pretende simular a rotina de um agricultor moderno. A variedade está nos vários tipos de trabalho, alguns bem desafiantes, como lavrar a inteireza de um campo. E gostarão de saber que este título está virado para as tecnologias de lavoura e não tanto para pegar numa enxada. Embora o jogo tenha a perspectiva na primeira pessoa, permitindo sair dos veículos e deambular a pé (fazendo algumas tarefas básicas), não força grande trabalho manual. Dado o tamanho de alguns campos de cultivo… ainda bem!

Onde passei mais tempo, foi a jogar cooperativamente. Sejam amigos ou completos desconhecidos, podem jogar com outros jogadores a cumprirem um papel específico. Um jogador pode estar numa máquina a ceifar, enquanto outro conduz paralelamente para colher o grão processado da ceifeira. Outro jogador pode estar ali perto com um contentor maior a acumular uma quantidade superior para depois ir entregar no silo. Claro que nem todos estão ali para trabalhar realmente e alguns entregam-se à loucura de fazer “intensas” corridas de tractor… Mas o conceito está lá e, ao menos, ninguém morre no processo.

E não pensem que ficamos por aqui no que toca à oferta. Tanto no PC como nas consolas, podem expandir ainda mais o jogo, graças aos mais diversos mods criados pela comunidade que já estão disponíveis para download. Existem já algumas dezenas de mods que podem, desde já, descarregar, entre veículos, ferramentas, maquinaria e outras modificações. Dada a brevidade desta versão, ainda não temos muitos mods disponíveis, contudo, graças à crescente comunidade, muitas mais modificações estarão a caminho.

Veredicto

Este é um excelente título para descomprimir ao fim de um dia de stress ou depois daquela sessão online competitiva mais intensa. Farming Simulator 2017 é uma excelente experiência para todos os que procuram algo calmo e que não exija muita perícia. É algo repetitivo, mas talvez seja mesmo esse o seu objectivo. Na sua simplicidade visual e nas mecânicas acessíveis, passamos horas a fio sem perceber que, afinal, estamos viciados. E nos dias que correm, com os jogos a apostar tanto no visual perdendo tantas vezes na experiência de jogo, esta é uma vitória. Agora, voltem lá ao trabalho que aqueles feijões não se colhem sozinhos!